NOSSA HISTÓRIA

E foi na cozinha da vó Nelly onde tudo começou...

O despertar dos olhinhos e mãozinhas curiosos de uma pequena menina que já dizia ao mundo a que viria. Como toda doce e amada avó, ela já sabia que aqueles passinhos agitados e movimentos espertos revelavam um dom que futuramente renderia frutos.

 

Despretensiosamente, um pouco de água, açúcar e farinha de mandioca eram suficientes para um banquete a partir de sua imaginação fértil. Como não poderia ser diferente, inclusive estas peripécias precisariam ser degustadas pelas primas, como desperdiçar tamanho investimento? Parte da arte de cozinhar é diversão. 

 

Essa cozinha inspiradora transcendia gerações. A mãe, Cristina, também revelava todo o seu talento e aptidão compartilhando com a filha todos os seus saberes.

 

Parte da arte de cozinhar está em dividir. Como não mencionar as refeições em família, uma grande família que sempre sentira o maior prazer em reunir-se em torno da mesa para celebrar.

A cozinha da vó Nelly era muito mais do que uma cozinha comum, era um lugar de ser feliz. O ato de cozinhar é uma forma de felicidade.

 

Ansiosa pela independência e pelas oportunidades que ela trás, recém casada e cheia de sonhos, junto ao César, eles construíram em primeiro lugar a sua própria cozinha. O seu próprio espaço de celebrar, dividir, compartilhar e ser feliz.

 

Mesmo que simples, como uma boa cozinha tem que ser, muito foi descoberto e servido diante de apenas duas cadeiras, mas oferecidos e apreciados por dois corações cheios de amor. O ato de cozinhar é uma forma de amar.

 

A engenharia, outra de suas paixões, lhe trouxe a expertise técnica de uma mente inquieta. Lógico, tanta energia e interatividade precisariam ser canalizadas. Mas a paixão por cozinhar ainda se revelaria maior. Foi irresistível, foi como transcender. Todo dom nasce e cresce assim, de uma infância feliz, de estímulos

simples e cheios de amor. De uma adolescência inspirada em grandes e belos exemplos. De uma vida adulta plena, apoiada em parceria e perseverança. 

 

Nossa cozinheira descobriu na cozinha da avó uma das formas mais genuínas de amor e reproduziu isso ao longo de toda a vida. Não há anfitriã mais disponível e acolhedora. Não existem aromas mais sedutores, que só se ampliam com uma apresentação impecável e ao saborear uma comida de verdade. 

 

Cozinhar se transformou em uma paixão feita de admiração, que produziram lembranças e hoje são inspirações de aromas e sabores tão finamente encontrados.

Formada pela Escola de Gastronomia Aires Scavone (EGAS), como Cozinheira Profissional e com diversos cursos no Brasil e exterior, incluindo uma formação na melhor e mais antiga escola de Gastronomia do mundo, a Le Cordon Bleu, em Paris, a chef  Natália cozinha com coração, como tudo o que faz. Uma cozinha que é pura emoção, um espaço em que ela pode explodir sentimentos sem erros, sem medos. Um lugar que é só dela, onde ela se sente segura e que ela domina tão bem!

Roux Gastronomia © Todos os direitos reservados 2015.